Imóveis: ainda a melhor forma de aplicar seus investimentos?

Não queremos dizer “nós avisamos”, mas a verdade é que, sim, nós avisamos. A crise econômica decorrente da COVID-19 está anunciada há muitos meses, e agora ela parece ter chegado com os dois pés na porta: ao redor do mundo, moedas perdem seu valor, economias derretem em velocidade alarmante e, aqui no Brasil, enfrentamos uma recessão histórica do PIB, de 9,7% em relação ao trimestre anterior.

E o investimento imobiliário, como fica nesse contexto? Falamos anteriormente dele como uma alternativa criativa e lucrativa para o momento pré-crise, mas agora o cenário fica um pouco mais urgente e menos hipotético: a crise, para todos os efeitos, chegou. Os colapsos financeiros ao redor do planeta atentaram os especialistas para a urgência de encontrar investimentos sólidos, que não sejam afetados por flutuações cambiais e quebras em bolsas de valores. Estamos falando, é claro, dos imóveis. 

Há alguns meses, eles eram boas alternativas de aplicação financeira. Hoje, eles podem ser sua única opção de investimento com retorno garantido. Por uma série de motivos: além da natureza concreta, podemos citar também a taxa Selic, que calcula a base de juros em financiamentos e, agora em 2020, esteve mais baixa do que nunca, oscilando em torno de 2%. Houve quem falasse, inclusive, que ela iria chegar a zero até dezembro. Mesmo que isso não chegue a acontecer, o atual coeficiente por si só já é bastante convidativo e inédito.

Pronto para começar a pesquisar e encontrar um investimento imobiliário para chamar de seu? Conheça o Way! O nosso último lançamento rende mais do que poupança e valorizou em tabela mais de 10% desde o seu lançamento, em janeiro*. Aproveite para conhecer mais sobre esse case de sucesso clicando aqui.

*Valorização do Way em mais de 10% entre jan e maio de 2020, para quem comprou as unidades na tabela de lançamento. A valorização de 10% não é um compromisso de valorização futura. O rendimento mencionado é obtido com a venda do imóvel no valor da tabela de preço vigente.